Principais ofertas de bónus para jogadores do mundo dos Casinos Online

Em 2023, os casinos online continuam a prosperar, oferecendo oportunidades excitantes para os jogadores desfrutarem dos seus jogos favoritos no conforto das suas casas. Um dos recursos mais atraentes para os jogadores é a disponibilidade de bônus de 5 euros sem necessidade de depósito. Isso permite que os jogadores experimentem vários jogos sem ter que arriscar seu próprio dinheiro antecipadamente. Esses bônus podem ser uma ótima maneira de os recém-chegados experimentarem a experiência do cassino online e explorarem diferentes opções de jogo. Além disso, jogadores experientes também podem se beneficiar desses bônus, usando-os para aumentar suas chances de ganhar muito. Para aproveitar essas ofertas, os jogadores podem visitar plataformas confiáveis como montycasinos.com/germany/casino-boni/ohne-einzahlung/5-euro / que fornecem uma lista abrangente de casinos online respeitáveis que oferecem este bónus lucrativo. Usando o link fornecido, os jogadores podem acessar diretamente esses cassinos online e se registrar para reivindicar seu bônus de 5 euros sem fazer nenhum depósito inicial. Com a tecnologia em constante evolução e a crescente popularidade dos casinos online, é emocionante imaginar os potenciais avanços e oportunidades que aguardam os jogadores nos próximos anos. Quer seja um entusiasta do jogo ou apenas à procura de algum entretenimento, a disponibilidade de bónus de 5 euros sem depósito cria uma oportunidade perfeita para explorar o vibrante mundo dos casinos online em 2023. Então, porquê esperar? Agarre a sua oportunidade agora e desfrute da melhor experiência de jogo sem qualquer risco financeiro.


Se está à procura dos melhores bónus de casino online em 2023, não procure mais do que o bónus de 20 euros sem depósito. Esta oferta superior dá-Lhe a oportunidade de reclamar um generoso bónus de 20 euros sem ter de fazer um depósito. Encontrar tal bônus pode ser um grande desafio, mas o online-casino-austria.com site torna mais fácil para você aproveitar esta oferta incrível. Usando o link online-casino-austria.com/bonus/ohne-einzahlung/20-euro-bonus / você pode acessar facilmente todas as informações necessárias para reivindicar este bônus e iniciar sua jornada no cassino online com 20 Euros extras em sua conta.

2023 promete ser um grande ano para os entusiastas do casino online, e este bónus de 20 euros sem depósito é apenas o começo. O online-casino-austria.com a plataforma oferece uma ampla gama de jogos emocionantes, incluindo caça-níqueis, blackjack, roleta e muito mais, de fornecedores de software de primeira linha. Se você é um jogador experiente ou apenas começando, este bônus permite que você explore tudo o que o mundo dos cassinos online tem a oferecer sem arriscar seu próprio dinheiro.


Bem-vindo a um mundo onde você pode desfrutar de jogos de casino emocionantes sem depósito! O dinheiro livre de 10 euros está atualmente disponível sem depósito e é a oportunidade perfeita para começar a jogar sem riscos. Esta oferta permite que novos jogadores explorem diferentes jogos e casinos sem terem de investir o seu próprio dinheiro no jogo. Você pode desfrutar de slots populares, jogos de mesa e jackpots para absolutamente livre. Com dinheiro de 10 euros, pode tentar a sua sorte e ter uma ideia dos diferentes jogos e das suas mecânicas. Esta oferta é perfeita para aqueles que querem começar a jogar e explorar o mundo dos casinos online sem risco financeiro. Você pode resgatar esta oferta facilmente clicando neste link: https://tuxedo.org/10e-ilmaista-pelirahaa-ilman-talletusta/. não perca esta oportunidade e comece uma experiência de jogo emocionante agora.

O Festival Palavra Cifrada surgiu como ideia em 2014 após uma série de inquietações sobre quais aspectos ou facetas da Literatura grande parte dos eventos literários costumam tratar. Poucas vezes vi programações com cara de povo – em toda a abrangência que esta palavra carrega. O Palavra Cifrada procura usar a Literatura como meio ou bandeja para um cardápio de ações, debates, discussões que sejam de interesse geral – e muitos deles são sempre urgentes. Oferecer momentos de reflexão e prazer estético a todas e todos, mas de olho em quem talvez nunca tenha aberto um livro. Então quem é de casa já sabe em que mesa vai sentar-se. Quem pensa que não é, adentre sem acanhamento, procure uma mesa perto do garçom e abra o cardápio com a certeza de que foi tudo pensado em você. E viva a arte, viva o conhecimento e viva as transformações que nascem delas!

 

Alexandre Melo
Curador

PROGRAMAÇÃO

Atividades reagendadas para os dias 28 e 29 de novembro.

Horário: 9h30 às 10h
Atividade: Oficina infantil
Com: ISABELLY MOREIRA
Título: Poesia de voz e vez
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Crianças de 10 a 12 anos
Número de Participantes: 20
Sinopse: A oficina “Poesia de Voz e Vez” é um passeio pela poética popular trabalhada em alguns gêneros e estilos sobre temas variados que demonstram a versatilidade dos versos e das obras de vários(as) poetas.

 
Horário: 10h30 às 11h
Atividade: Oficina infantil
Com: ALEXANDRE MORAIS
Título: A língua do P – Pernambuco, Pajeú e poesia
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Alunos, professores/formadores arte-educativos e seguidores da poesia de todas as idades.
Número de Participantes: 20
Ementa: Propõe-se trabalhar a história, os territórios, os conceitos, as técnicas e as práticas da conhecida poesia popular nordestina – em especial o cordel e o repente – de forma didática e atraente.

 
Horário: 15h às 16h30
Atividade:  Mesa de Glosas
Com: DAYANE ROCHA, ELENILDA AMARAL, ERIVONEIDE AMARAL, FRANCISCA ARAÚJO, MILENE AUGUSTO E THAYNNARA QUEIROZ
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Poetas mulheres do Sertão do Pajeú criam glosas de improviso neste que é um dos principais formatos de espetáculo poético na literatura pernambucana – a Mesa de Glosas.

 
Horário: 17h às 17h05
Atividade: Performance
Com: ANA NEVES
Título: Descaso
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: Récita do poema autoral Descanso, que permeia o embate à misoginia e resistência da mulher perante o fazer artístico.

 
Horário: 17h05 às 17h10
Atividade: Performance
Com: GEISIARA LIMA
Título: O Corpo que Queima com a Mata
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: Récita de textos compilados do livro Corpo Em Chamas, e do e-book Caderno de Botânica da Mata.

 
Horário: 19h às 19h40
Atividade: Masterclass
Com: WELLINGTON DE MELO
Título: Literatura e novos mercados editoriais
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Nesta masterclass o escritor e editor do livro do ano do Jabuti (2020) Wellington de Melo, compartilha experiências sobre o processo de edição e explica como autores e autoras devem escolher seu editor ou editora.

 
Horário: 20h às 21h
Atividade: Recital
Com: PHILLIPE WOLLNEY, ENNO MIRANDA, CRIS SOUZA E THALITA MEDEIROS
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Resistência e cana de açúcar: poetas da Zona da Mata Norte pernambucana apresentam a força da literatura desta região, que é um dos mais ricos celeiros culturais do estado.

 

Horário: 09h30 às 10h
Atividade: Oficina Infantil
Com: MARCILENE PERREIRA
Título: Oficina de Escrita Criativa Infantil
Onde: Google Meet
Público Alvo: Crianças de 9 a 12 anos
Número de Participantes: 20
Sinopse: Com enfoque no contato com livros de literatura infanto-juvenil e na realização de exercícios práticos de escrita criativa, a oficina busca estimular o gosto pela leitura, a capacidade de organizar as ideias e colocá-las no papel, estimulando a criatividade e a imaginação.

Horário: 10h30 às 11h
Atividade: Oficinal
Com: PATRÍCIA CRUZ LIMA
Título: Design Editorial para Editores Independentes
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Editores independentes
Número de Participantes: 20
Sinopse: Formação imprescindível para editores e editoras independentes, nela Patrícia Cruz apresenta noções básicas do livro como ideia e da ideia de um livro, formas e formatos, paginação, editoração, noção de direitos de uso, edição, uso de softwares básicos (na construção da linha, da página, da publicação), normas [e quando a norma é a falta de norma] no design editorial, projeto gráfico e planejamento gráfico. 

Horário: 14h às 15h
Atividade: Diálogos
Com: HELDER HERIK E THIAGO CORRÊA
Mediação: PATRÍCIA VASCONCELLOS
Título: A Literatura do/no Futuro
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós
Sinopse: Em meio a caos e tecnologia o mundo se transforma. E rápido. Para o bem e para o mal. E a literatura, como caminha ou corre daqui para adiante?

Horário: 15h30 às 16h30
Atividade: Masterclass
Com: Andreza Nóbrega / Vouver Acessibilidade
Título: Desvendando a acessibilidade comunicacional em ações culturais
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Um mergulho no universo da acessibilidade comunicacional revelando fundamentos que sustentam práticas acessíveis em ações culturais. Questionamentos e provocações buscarão despertar na audiência a concepção de projetos culturais que oportunizem o fazer e o fruir de pessoas com deficiência nas artes.

Horário: 17h às 17h05
Atividade: Performance
Com: EZTER LIU
Título: Leitura inédita de Ezter Liu
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: Como numa roda informal ao redor do café de final de tarde, a autora nos convida a ouvir dois contos (ou poemas) de sua autoria, que serão escolhidos aleatoriamente ao vivo no ambiente de sua casa. 

Horário: 17h05 às 17h10
Atividade: Performance
Com: SILVINHA GÓES
Título: Rachaduras, rasgos, frestas, rugas e outros buracos
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: A performance joga luz, sob inspirações aracnídeas, sobre a vida que insiste, resiste, ocupa e se alimenta na teimosia de parir-se frequentemente, ressurgindo e transbordando de sua própria decomposição.  A teia luminosa de nossas vulnerabilidades entrelaçadas ampliando nesse “aqui eu expandido” a possibilidade de existirmos como nutrição entre os escombros diante de um mundo lindo e em estado constante de catástrofe e regeneração, na mesma proporção vital… Somos, porque somos, plural, plurais, diferentes em singularidades que se complementam e no atrito, fecundam-se.

Horário: 19h30 às 20h30
Atividade: Mesa de Glosas
Com: ANDERSON BRITO, DIOMEDES MARIANO, GISLÂNDIO ARAÚJO, ISLAN, WELLINGTON ROCHA E ZÉ ADALBERTO.
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Mais uma amostra da genialidade dos poetas do Sertão do Pajeú criando glosas de improviso neste que é um dos principais formatos de espetáculo poético na literatura pernambucana – a Mesa de Glosas.

 

Horário: 09h30 às 10h
Atividade: Contação de histórias
Com: YALLE FEITOSA
Título: Lenice ao Pé do Ouvido
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Público Alvo: Público infanto-juvenil
Sinopse: Histórias, brincadeiras e leitura de quadrinhas baseadas na literatura de Lenice Gomes, autora em cuja obra destacam-se as adivinhas, as parlendas, os trava-línguas e os elementos linguísticos da cultura popular.

Horário: 09h30 às 10h
Atividade: Oficina
Com: FRED CAJU
Título: Oficina de Diagramação Analógica
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Profissionais e interessadas e interessados no ofício da escrita, ilustração, design editorial e edição. 
Número de Participantes: 20
Sinopse: Textos e projetos gráficos: dilatações narrativas” é uma oficina para pensar o uso do suporte e caminhar entre exemplos de publicações com interferência gráfica na experiência sensorial com o objeto-livro. A oficina será mediada pelo autor e editor Fred Caju, através de ambiente virtual. Durante o encontro serão observados usos de projeto gráfico e produção gráfica em algumas editoras independentes. A oficina não perderá de vista questões de sustentabilidade ambiental em processos editoriais, assim como estimulará a autonomia financeira das inscritas e inscritos com interesses no campo da editoração.

Horário: 15h30 às 16h30
Atividade: Diálogo
Com: Micheliny Verunschk e Ezter Liu
Título: A hora é aqui / Espaço da mulher na literatura
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: “Na verdade, arrisco-me a dizer que Anônimo, que escreveu tantos poemas sem cantá-los, com frequência era uma mulher”, observou em 1929 Virgínia Wolf. Quase cem anos depois, o cenário é outro Graças à militância ativa e atenta de muitas mulheres escritoras. Micheliny e Ezter dividem com o público reflexões sobre a Literatura hoje e o papel da mulher nela.

Horário: 17h às 17h05
Atividade: Performance
Com: FERNANDA LIMÃO
Título: Guerrilha
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: Em tempos de muitas lutas, nas quais estamos sempre na linha de frente, precisamos enfrentar batalhas diárias, viver em eternas trincheiras, numa guerrilha sem fim. As poesias apresentadas neste recital trazem os enfrentamentos e atravessamentos de ser mulher numa sociedade estruturalmente misógina e patriarcalista. Mas não há como nos calar, continuaremos em marcha, até que todas sejamos livres.

Horário: 19h30 às 20h30
Atividade: Recital XX
Com: RAÍZA HANNA MILFONT, ANAÍRA MAHIN, FERNANDA LIMÃO, EZTER LIU E SILVINHA GÓES.
Título: Vermelho Sangue
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Feminismo, racismo, homofobia e outros temas urgentes permeiam este visceral recital feito por mulheres em luta.

Horário: 09h30 às 10h
Atividade: Contação de Histórias
Com: ANAÍRA MAHIN E RILDO DE DEUS
Título: O Touro Azul e as Canções
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: O Touro Azul e as Canções” é um espetáculo de contação de estória para todas as idades. Utilizando-se da técnica da literatura de cordel, os autores/contadores expõem a narrativa de uma moça órfã que se torna peregrina, e em sua busca pelo Reino de Pedra de Fogo Mangangá viaja os céus em um animal mágico, o Touro Azul. O conto de fadas oriunda da tradição oral foi passado aos autores através da avó Josefa, que era Griô. A peça é recontada pela dupla no embalo das cantigas de roda, parlendas e canções autorais. Os artistas utilizam objetos, bonecos, máscaras e elementos naturais para trazer ao público as sensações da natureza das estórias contadas ao vivo.

Horário: 14h às 15h
Atividade: Diálogo
Com: CIDA FERNANDEZ E WELLINGTON DE MELO mediação: GILVANEDJA MENDES
Título: Literatura e políticas públicas para a cultura
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: A participação do setor cultural na construção e monitoramento de suas políticas públicas é fundamental para o amadurecimento do setor em diversos aspectos, sejam sociais, econômicos etc. O segmento literário – primeiro no estado a materializar um Plano Setorial – é um exemplo desse envolvimento. Nesta conversa, Cida Fernandez e Wellington de Melo, figuras centrais na estruturação e consolidação do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (PELL LB), contam como foi esta jornada e novos rumos sobre o PELLLB.

Horário: 17h às 17h05
Atividade: Performance
Com: Flávia Gomes
Título: A Mulher de Quatro Pernas
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: “A Mulher de Quatro Pernas” Em mais uma aparição antinormativa da escrita de Flávia Gomes, “A Mulher de Quatro Pernas”, conto do seu livro Bitola (Castanha Mecânica, 2019), é protagonizado por uma narrativa feminista, em discurso direto e ritmo demarcado. O texto é uma resposta imediata ao machismo e à conjuntura política estabelecida nos últimos anos no país, caracterizada pelo avanço do retrocesso, da barbárie e do terror.

Horário: 19h às 20h30
Atividade: Diálogo
Com: SIDNEY ROCHA E JOÃO SILVÉRO TREVISAN
Título: Onde nos levará tudo isso?
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Duas das figuras literárias mais reverenciadas e mais atuantes cultural e politicamente no país, os premiados escritores refletem sobre o cenário pelo qual estamos passando nos últimos quatro anos, suas consequências e quais perspectivas futuras podemos debater.

Horário: 09h30 às 10h
Atividade: Contação de Histórias
Com: KEMLA BAPTISTA
Título: Caçando estórias
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse:  A atividade lúdica aborda temas das africanidades, direcionada para a infância, e pretende conduzi-las ao patamar de desbravadora do universo das tradições afro-brasileiras e agentes criadoras de arte.

Horário: 14h às 15h
Atividade: Diálogo
Com: PATRÍCIA VASCONCELLOS E PATRÍCIA CRUZ LIMA
Mediação: RAISA HANNA MILFONT
Título: Literatura, design e negócios
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: As duas Patrícias têm em comum uma bem sucedida relação com essas formas de atuar no mundo e contam pra gente sobre suas experiências simbióticas com elas.

Horário: 15h30 às 16h30
Atividade: Masterclass
Com: SIDNEY ROCHA
Título: Os dez segredos/mandamentos de uma história bem contada
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Longe dos “mandamentos” e dos manuais de como escrever bem, o romancista revela as palavras cifradas no ato da leitura e da escrita. Baseado em dúvidas sempre frequentes de estudantes e estudiosos que acompanham sua trajetória como mediador de leitura literária, para escritores e escritoras, leitores e leitoras, ele mostra como a palavra inscrita e escrita se nega a obedecer os lugares-comuns para se tornar parte não da salvação mas da maldição da literatura.

Horário: 17h às 17h05
Atividade: Performance
Com: ANAÍRA MAHIN
Título: Marcolina
Libras: Sim
Onde: Instagram Nós Pós
Sinopse: Marcolina é uma performance poética que trata de ancestralidade feminina, corpo, relações com a natureza e com a cultura.

Horário: 20h às 20h30
Atividade: Recital
Com: RENATA SANTANA E FLÁVIA GOMES
Título: Sarau Eroticuzinho
Libras: Sim
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: O Sarau Eroticuzinho é um espetáculo de literatura erótica com foco na literatura autoral feminina, feito por mulheres, através de récitas.

Horário: 21h
Atividade: Show de Encerramento
Com: AUGUSTO SILVA & FEVO NOVO
Onde: Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: O quinteto instrumental Augusto Silva & Frevo Novo agrega diferentes influências rítmicas (jazz, ritmos africanos e nordestinos) em torno do frevo, em uma formação incomum, dando uma nova e enriquecedora estética às composições. No encerramento da etapa virtual do Festival Palavra Cifrada, a banda Augusto Silva & Frevo Novo apresenta o show Quebra cabeça, faixa-título do primeiro EP da banda, lançado virtualmente em maio deste ano.

 

Horário: 9h às 12h e continuação das 14h às 17h (Dia 28/11)
Atividade: Workshop (Parte 1)
Com: ALEXANDRE MELO
Título: Produção cultural: Destravar ideias, elaborar projetos
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Formação exclusiva para artistas, produtores, técnicos e demais profissionais da cultura que tenham deficiência auditiva
Número de Participantes: 20
Sinopse: Mais do que um passo a passo sobre como construir um projeto, este workshop penetra no mais sensível sentido do que realmente importa sobre cada campo de um projeto cultural. Nele, ao modo paulofreireano, Alexandre Melo mostra que até o planejamento de uma simples festa de aniversário pode servir como roteiro ou guia.

Horário: 9h às 12h e continuação das 14h às 17h (Dia 29/11)
Atividade: Workshop (Parte 2)
Com: ALEXANDRE MELO
Título: Produção cultural: Destravar ideias, elaborar projetos
Libras: Sim
Onde: Google Meet
Público Alvo: Formação exclusiva para artistas, produtores, técnicos e demais profissionais da cultura que tenham deficiência auditiva
Número de Participantes: 20
Sinopse: Mais do que um passo a passo sobre como construir um projeto, este workshop penetra no mais sensível sentido do que realmente importa sobre cada campo de um projeto cultural. Nele, ao modo paulofreireano, Alexandre Melo mostra que até o planejamento de uma simples festa de aniversário pode servir como roteiro ou guia.

 

Horário: 15h às 16h
Atividade: Balada Literária
Com: MARCELINO FREIRE conversa com ODAILTA ALVES, EZTER LIU E FLÁVIA GOMES
Libras: Sim
Onde: Museu de Artes Afro-Brasil Rolando Toro – MUAFRO (Rua Mariz e Barros, 328, Recife-PE) e também no Canal Nós Pós Youtube
Sinopse: Abrindo a Etapa presencial do Palavra Cifrada Marcelino Freire conversa com três das mais talentosas e viscerais poetas do estado, em atividade realizada em parceria com a XVII edição da Balada Literária.

Horário: 9h às 14h
Atividade: Workshop
Com: ALEXANDRE MELO
Título:
Produção cultural: Destravar ideias, elaborar projetos
Onde: Museu de Artes Afro-Brasil Rolando Toro – MUAFRO (Rua Mariz e Barros, 328, Recife-PE)
Público Alvo: Artistas, produtores, técnicos e demais profissionais da cultura 
Número de Participantes: 20
Sinopse: Mais do que um passo a passo sobre como construir um projeto, este workshop penetra no mais sensível sentido do que realmente importa sobre cada campo de um projeto cultural. Nele, ao modo paulofreireano, Alexandre Melo mostra que até o planejamento de uma simples festa de aniversário pode servir como roteiro ou guia.

CONVIDADOS(AS)

Alexandre De Morais

Alexandre Morais é jornalista, poeta, escritor e produtor cultural. É natural e reside em Afogados da Ingazeira, no sertão do Pajeú pernambucano, berço da poesia popular nordestina. Cresceu contagiado pelos saberes e fazeres de sua gente, em especial a cantoria de viola. Tem CDs, livros e cordéis publicados, além de participações em coletâneas literárias.

Alexandre Melo

É produtor cultural independente desde 2007 e diretor da Produtora Nós Pós. Produziu mais de 500 eventos literários em dezenas de eventos e espaços culturais e em festivais nacionais e internacionais. É Idealizador, diretor geral e curador deste Festival Palavra Cifrada (2017 e 2022) e também do Festival Internacional Cartonera (2018 e 2021). É elaborador, consultor e captador de recursos para projetos culturais e facilitador cultural. Facilita cursos e workshops sobre elaboração e gestão de projetos. Atualmente é membro titular pelo segmento de literatura do Conselho Estadual de Política Cultural de Pernambuco (CEPC-PE) e integra a Comissão de Política Sociocultural e Monitoramento de Editais e coordena a Comissão de Comunicação.

Ana Neves

Ana Neves nasceu em São Vicente Férrer, agreste pernambucano, e atualmente mora na capital do estado. Atua em diversas áreas das Artes Visuais e na Literatura, entendendo que a dinâmica de criação visual e textual está diretamente relacionada.

Anaira Mahin

Anaíra Mahin é mãe e artista, poeta/ compositora, atriz, palhaça, artista visual e educadora. Com raízes no sertão do Pajeú, e filha de poeta, Anaira traz em sua arte o gosto pelas tradições poéticas de sua ancestralidade.

Anderson Brito

Anderson Brito é advogado e poeta. Natural de Afogados da Ingazeira, reside em Tabira. Desde cedo apaixonou-se pela poesia e começou a fazer os primeiros rabiscos aos 15 anos. Hoje, aos 28, participa de Mesas de Glosas e recitais.

Andreza Nóbrega

Andreza Nóbrega é Doutoranda em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC com pesquisa envolvendo a pedagogia do teatro, a inclusão e a formação de espectadores sob a orientação do Dr Flávio Desgranges. É mestra em educação com enfoque na Educação Inclusiva (UFPE), especialista em audiodescrição (UFJF), graduada em Licenciatura em Educação Artística, com habilitação em Artes Cênicas (UFPE). É atriz, audiodescritora, professora da rede pública de ensino e produtora cultural. Coordenadora da VouSer Acessibilidade, é idealizadora de ações formativas e inclusivas nos projetos: Festival Conectação, Encontro de Acessibilidade Comunicacional em Pernambuco, Experiri Lab de Artista, Cine Às Escuras: Mostra Erótica de Cinema Acessível, do Cineclube VouVer Filmes, Conectação Teatro e LAB Acessibilidade Artística e Criativa.

Augusto Silva

Augusto Silva é baterista, percussionista, produtor e um dos grandes nomes da bateria no Brasil. Integra a Spokfrevo Orquestra desde seu início, em 2001, como baterista e percussionista. Durante seus 31 anos de carreira, esteve em diversas turnês nacionais e internacionais, por mais de 15 países e participou de alguns dos principais festivais de jazz europeus e também de grandes festivais mundiais. Acompanhou grandes artistas como Frank London, Makiko Yoneda, Gal Costa, Elba Ramalho, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Edu Lobo, Gilberto Gil, Chico Cesar e Ney Matogrosso.

Em 2018 criou o projeto musical Augusto Silva & Frevo Novo, que agrega diferentes influências rítmicas (jazz, ritmos africanos e nordestinos) em torno do frevo, em uma formação incomum, dando uma nova e enriquecedora estética às composições, propiciando a sua apreciação em teatros e casas de jazz. Em maio/2022 lançou seu primeiro EP, Quebra Cabeça. A AS&FN é formada por Augusto Silva (bateria), Gilberto Bala (percussão), Waltinho D´Souza (tuba), Liêve Ferreira (guitarra e viola) e Jonatas Gomes (trompete).

Cida Fernandez

Bel. em Biblioteconomia pela UFPE. Responsável pelo Programa Direito à Leitura, do Centro de Cultura Luiz Freire. Assessora do Programa Prazer em Ler (PPL) e da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC). Pesquisadora dos temas relacionados às políticas públicas de leitura, palestrante e facilitadora de cursos para desenvolvimento de profissionais nas áreas de formação de leitores, organização e gestão de acervos literários e incidência em políticas públicas na perspectiva dos direitos humanos.

Cris Souza

Cris Souza é poeta e artesã, reside em Carpina PE. Vem divulgando o seu trabalho desde 2005 em festivais, recitais e saraus na região da Zona da Mata de Pernambuco. Publicou seus poemas em diversas coletâneas, tendo seu primeiro livro solo “Para ler & outros fins” (2022) selecionado pelo Lab-PE (2021).

Dayane Rocha

Dayane da Rocha Lira, 26 anos, natural de Afogados da Ingazeira – PE, reside em Brejinho de Tabira-PE, é poetisa-declamadora-glosadora- cordelista e mãe. Participa das mesas de glosas desde 2013, é integrante do grupo Mulheres de Repente, que tem circulado o Brasil levando a poesia de improviso do Sertão do Pajeú.

Diomedes Mariano

Diomedes Mariano é natural de Solidão e filho adotivo de todo o Pajeú. Com destaque na cantoria de viola, atua em todas as expressões poéticas. Tem CDs e cordéis publicados além de participações em dezenas de eventos e publicações coletivas.

Elenilda Amaral

Elenilda Amaral, nascida em 23 de fevereiro de 1987, residente em Afogados da Ingazeira – PE. Participou de três coletâneas de poesias: Flores do Pajeú em 2017, O que é poesia, 2018 , coletânea de mesa de glosas em 2019, coletânea de mesas de glosas pela CEPE e publicou seu primeiro cordel: Casamento Matuto sustentável em 2021. Elenilda também é glosadora, ministra oficinas de cordel, produz e apresenta um programa cultural na rádio Pajeú de Afogados da Ingazeira, além de fazer parte do projeto de circulação nacional de mesa de glosas: Mulheres de repente.

Enoo Miranda

Enoo Miranda atua como poeta, recitador, produtor cultural, cineclubista, pesquisador e professor da rede estadual de ensino de Pernambuco, licenciado em Letras Português/Inglês pela Universidade de Pernambuco, Campus Mata Norte.

Erivoneide Amaral

Erivoneide Amaral, natural de Afogados da Ingazeira, graduada em Pedagogia, professora, poetisa, declamadora e glosadora. Iniciou na poesia em 2012, já participou de várias mesas de glosas e de duas coletâneas de poesias: Flores do Pajeú em 2017 e Coletânea de mesas de glosas da I Feira de poesia popular do Pajeú, publicado em 2021. A mesma já participou de diversos eventos culturais.

Ezter Liu

Ezter Liu é escritora, graduada em letras e primeira mulher a conquistar o primeiro lugar do prêmio pernambuco de literatura com o livro de contos “das tripas coração”. autora também do “vermelho alcalino” (poemas, 2015) e “breves fogueiras” (contos, 2021). Ezter Liu também figura como letrista em várias canções em parceria com inúmeros artistas. sua literatura se mistura à música com a realização de saraus e participações poéticas em shows e também envereda pelo teatro e pelo cinema, com adaptações de seus escritos para essas linguagens. a zona da mata é o território onde seu ofício encontra matéria prima e identidade para se manter em ação: insistindo e resistindo.

Fernanda Limão

Fernanda Limão é poeta, professora e produtora cultural. Tem poemas publicados em diversas antologias. Em 2018 lançou seu primeiro livro autoral “Olhos de nuvem”, pelo selo cartonero Severina Catadora.

Flávia Gomes

Flávia Gomes é poeta, escritora e dramaturgista. O seu livro de estreia é o “Doce de Banana” (2013), pela Livrinho de Papel Finíssimo Editora, através do heterônimo de Norett Lutein. Organiza desde 2018, junto com a escritora e poeta Renata Santana, o Sarau Eroticuzinho.

Francisca Araújo

Francisca Araújo é poetisa, declamadora e professora. Participa de mesa de glosas, tem um cordel publicado e participou de vários cordéis coletivos e coletâneas poéticas como “Profundanças 3”, “Coletânea das Mesas de Glosas do Pajeú” e “Coletânea O que é poesia?”.

Fred Caju

Fred Caju é escritor, editor, artesão do livro e assina os desenhos editoriais da Castanha Mecânica, cujo modus operandi de produção procura valorizar a narrativa das obras editadas através de desdobramentos e escolhas no projeto gráfico e nas artesanais do objeto-livro. Também é curador da MOPI (Mostra de Publicações Independentes) e cofundador do podcast de literatura, teoria e edição Rasgo do Tempo.

Geisiara Lima

Geisiara Lima é poeta e desenhista. Bacharel em Filosofia pela UFPB, lançou o livro Corpo em Chamas em 2020 (Editora Porta Aberta e Editora Vão Elaborações Artísticas) e em 2022 lançou e-book Caderno de Botânica da Mata (Editora Alvoroça).

Gilvanedja Mendes

Gilvanedja Mendes, Pernambucana, Ativista, Bibliotecária-Documentalista da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Produtora Cultural. Atualmente é Presidenta da Associação Profissional de Bibliotecários da Paraíba – APB-PB, Conselheira de Cultura em João Pessoa e Coordena o Fórum Paraibano do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas ( FlitecaPB).

Gislândio Araújo

Gislândio Araújo, de Brejinho/PE, é advogado, poeta, escritor, glosador, declamador e promovente de eventos culturais. Tem participações em cordéis, coletâneas, documentários e programas de TV. Autor do livro “Fazendo Arte”.

Helder Herik

Helder Herik nasceu em Garanhuns, Pernambuco. Publicou Rinoceronte dromedário (Prêmio Pernambuco), O menino mais estranho do mundo (Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil) e Auto de Javalis e unguentos (Prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura).

Isabelly Moreira

Isabelly Moreira é poetisa e ativista cultural há mais de dez anos. É autora do livro de poesia Canta Dores e de diversos títulos de cordéis. A artista também é integrante da banda As Severinas e possui uma vasta carreira enquanto produtora cultural.

Islan

Islan é poeta, cantor, compositor e filho adotivo de São José do Egito. Começou na música aos 12 e três anos depois escrevia seus primeiros versos. Lançou os cordéis “O Assassinato de Rosinha” (2013), “Presepada de Malandro e Boa fé de Matuto” (2014), “História de Bacurau” (2019), o poema visual “Cacos da Minha Rua” (2020) e o livreto “Sonetos na Janela” (2021).

João Silvério Trevisan

João Silvério Trevisan é escritor ficcional, ensaísta, dramaturgo, diretor/roteirista de cinema, jornalista e um dos principais nomes do ativismo LGBTQIA+ no Brasil. Venceu três vezes o Prêmio Jabuti e o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA), foi finalista do Prêmio Oceanos. Sua vasta produção artística e intelectual inclui mais de uma dezena de livros publicados, roteiros para cinema e peças teatrais. Em 1978, participou da fundação do jornal Lampião da Esquina, primeira publicação homossexual do país, e do Grupo Somos, precursor da luta pelos direitos LGBT no Brasil.

Kemla Baptista

Idealizadora do #caçandoestórias, educadora e empreendedora social, contadora de histórias e militante pelos direitos das comunidades e povos de terreiro. Atua na área da educação para os direitos humanos há 15 anos , realizando a elaboração e execução de projetos culturais diversificados, atuando na formação de grupos de voluntariado. Criadora de conteúdo educativo afro referenciado para a internet, e do primeiro canal do YouTube no Brasil dedicado às africanidades para a infância. O Caçando Estórias foi contemplado em 2018, como umas das 50 iniciativas sociais a participar do programa PS Drops do Porto Social, que é uma das principais aceleradoras de negócios sociais do país.

Marcilene Pereira

Professora de Literatura, Mediadora de Leitura e Curadora das ações de Literatura do Sesc Garanhuns, integra também o grupo de Curadores do projeto Arte da Palavra do Departamento Nacional do Sesc, representando PE. Graduada em Letras com Licenciatura plena em Português/Inglês e suas respectivas Literaturas pela UPE – Campus Garanhuns e Pós Graduada em Língua Portuguesa pela mesma Universidade. Atua como Técnica de Literatura do Sesc Garanhuns há 19 anos. Já participou de vários eventos de Literatura. Tem experiências como analista de projetos literários.

Marcelino Freire

Nasceu em 1967 em Sertânia, PE. É conhecido por suas obras, constantemente adaptadas para o teatro, e por sua atuação como professor de oficinas de criação literária, além de produtor cultural. Vive em São Paulo desde 1991. Escreveu, entre outros, o romance “Nossos Ossos” (Prêmio Machado de Assis), também publicado em Portugal, Argentina e França. É o criador e curador da Balada Literária. Em 2018, lançou o livro “Bagageiro” (Editora José Olympio). Recentemente, também pela José Olympio, foi publicada uma “Seleta” com seus contos preferidos.

Micheliny Verunschk

Micheliny Verunschk é escritora. Seu primeiro romance, Nossa Teresa – vida e morte de uma santa suicida (editora Patuá, 2014) foi agraciado com o Programa Petrobras Cultural e com o Prêmio São Paulo de melhor livro de 2015. É mestra em Literatura e Crítica Literária e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC São Paulo. É autora, entre outros de Geografia Íntima do Deserto (Landy, 2003), O movimento dos pássaros (Martelo, 2020) O som do rugido da onça (Companhia das Letras, 2021) e Desmoronamentos (Martelo, 2022).

Milene Augusto

Milene Augusto, poetisa glosadora, cordelista e declamadora, representa no meio cultural a cidade de Solidão-PE. Já participou de vários eventos em várias cidades do Nordeste e outras regiões do país envolvendo a poesia e Cultura popular.

Odailta Alves

Odailta Alves é mulher negra, lésbica. Escritora, educadora, atriz e ativista dos Direitos Humanos, com ênfase em práticas antirracistas. Nasceu na favela de Santo Amaro (Recife/PE). É doutoranda em Linguística na UFPE. É escritora independente, com 6 livros publicados (4 de poemas e 2 de contos): Clamor Negro (2016), Cativeiro de versos (2018), Letras Pretas (2019) e Nenhuma Palavra de Amor (2021) – POEMAS. E o Escrevivências – contos (2019) e Pretos Prazeres – contos eróticos (2021). Vencedora nacional dos concursos de poesia Da Casa de Espanha (2016) e do Elas por Elas (2019).

Patrícia Cruz

Patrícia Cruz Lima é designer editorial, pós-graduada em design da informação e responsável por centenas de projetos de publicações nesta área. Tem concentrado sua atenção e apoio sobretudo às iniciativas autorais, de artistas fora do mainstream, do pop ao popular, e vem trabalhando especialmente com cultura e educação, assinando projetos visuais de literatura, música e pintura.

Patrícia Vasconcellos

Patrícia Vasconcellos, escritora, editora da Pó de Estrelas, promotora da Festa da Palavra.

Philippe Wollney

Philippe Wollney, nasceu em Goiana-PE, em 1987. É poeta, editor, produtor cultural e pai de Nina. Coordena o selo editorial Porta Aberta. Publicou os livros Trago é guerra dentro de mim (2019), Desassossego: Poemas para desastres sentimentais (2018), Ruinosas Ruminâncias (2017), Mas esse ano eu não morro (2016), Caosnavial: ou o sabor sujo (2016) entre outros.

Raíza Hanna

Raíza Hanna Milfont é escritora, editora e mestra em Literatura, Teoria e Crítica pela UFPB. Editora e artesã na Alvoroça e co-editora na Castanha Mecânica. É autora do livro de poemas Sol a Pino (2022), tendo participado de revistas e antologias poéticas, como a Coleção Desaguamentos (2021), da editora Escaleras.

Renata Pimentel

Renata Pimentel nasceu em Recife; é professora de Literatura na UFRPE desde 2010; multiartista que trabalha também com as linguagens da dança, do teatro e audiovisual e curadoria em artes visuais. Tem vários livros publicados, de poesia a ensaios teórico-críticos.

Renata Santana

Renata Santana é escritora, recitadora, jornalista, bibliotecária e pesquisadora. O seu livro de estreia é o “Eu me lembro”, pela editora Castanha Mecânica (2019). Em 2021 venceu o VII Prêmio Pernambuco de Literatura – poesia, pela região metropolitana.

Sidney Rocha

Sidney Rocha é escritor e editor. Nos últimos quinze anos foi finalista e vencedor de vários prêmios importantes. Venceu o Prêmio Jabuti de Literatura e o Prêmio Guerra Junqueiro, em Portugal. É autor da trilogia “Cromane” que envolve Fernanflor, A estética da indiferença e Flashes, além do premiado Sofia (Prêmio Osman Lins) e livros de contos Matriuska, Guerra de ninguém e O destino das metáforas. Sidney Rocha é Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Pernambuco pelo conjunto de sua obra e por sua militânciaq com a leitura literária nas escolas.

Silvia Góes

Dançarina, pesquisadora, dramaturgista, poeta, atriz, artista do Coletivo Lugar Comum e da Coletiva de Palhaças Violetas da Aurora. Parceira-criadora em diversas obras com outros grupos, coletivos e companhias da cena pernambucana, como a Compassos Cia de Danças, o Grupo Experimental, Totem e CineTeatro Gambiarra, entre outras. Nascida em Garanhuns, é Pós-graduada em Dança pela Faculdade Angel Vianna (2011) e graduada em Jornalismo pela Unicap (1997).

Thalita Medeiros

Mulher-filha-mãe. Atua como poeta, produtora cultural e design de moda na zona da mata norte do Estado de Pernambuco, na cidade de Goiana. Coordena o RASTEIRAS PRODUÇÕES – Produtora Sócio Cultural Feminista Transdiciplinar. Por meio desta, produz ações como o MONSTRA NA TELA – Cinema de mulher no meu interior e o Zefa Deão Cineclube.

Thaynnara Queiroz

Thaynnara Queiroz é fundadora do Clube do Cordel e representa o município de Carnaíba-PE no ‘Mulheres de Repente’. Autora do livro ‘Estrela’ e, entre outros, do cordel ‘Gênesis: A Origem do Cangaço Feminino’, premiado pela CEPE.

Thiago Corrêa Ramos

Thiago Corrêa Ramos é jornalista, escritor, mestre em Teoria da Literatura e editor da Vacatussa. É autor da biografia Gilvan Lemos: o último capítulo, do livro experimental Desalinho e dos livros infantis A engenhoca, Bê-a-bá, A invasão da bebê gigante, A casa vazia e Dona Copa.

Wellington de Melo

Wellington de Melo é escritor, editor e produtor cultural, com Mestrado em Teoria da Literatura pela UFPE, cursando o doutorado também em Teoria da Literatura pela mesma instituição. Publicou os romances Felicidade e Estrangeiro no labirinto (Semifinalista do Prêmio Portugal Telecom), e o livro de poemas O caçador de mariposas, traduzido para o francês, entre outros. Foi coordenador de Literatura da Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco e editor da Companhia Editora de Pernambuco. É idealizador do Festival Internacional de Poesia do Recife – FIP e da FreePorto – Festa Literária do Recife. Foi editor da Cepe Editora, por onde editou mais de cem títulos.

Wellington Rocha

Wellington Rocha, nascido no Planalto Central, mas desde criança no Pajeú, é radialista, poeta, DJ e ator. É autor do livro de poesias Eu, meus eua e o Sertão.

Yalle Feitosa

Yalle Feitosa é mãe, contadora de histórias e mediadora de leitura, responsável pela Biblioteca Casa da Gente, Membra do RIC, e acredita no poder da oralidade e da arte para melhorar o mundo.

Zé Adalberto

Zé Adalberto é de Itapetim. Autor de livros de poesias para públicos variados, poeta de bancada, declamador, glosador, apresentador, tem participação em várias antologias poéticas, rodas de conversa, documentários, entre os quais O Poeta do Pajeú…

FICHA TÉCNICA

Realização
PRODUTORA NÓS PÓS

Direção Geral e Curadoria
ALEXANDRE MELO

Direção de produção
HUDSON WLAMIR

Assistente de produção
FLÁVIA BENEVIDES
JOCIMAR GONÇALVES
JOÃO CARLOS SALES

Comunicação
MARCIO SÁ

Coordenação de acessibilidade
RITA SILVA
FERNANDA ROBERTA

Consultoria em Acessibilidade
DIEGA CRISLANE ALVES

Intérpretes de Libras
DAYZA MEIRY
EVA PAULINO
FERNANDA ROBERTA
RITA SILVA
ROGÉRIO PEREIRA
VALÉRIA LIMA

 

Administração
PAULO JEFFERSON FERREIRA

Identidade Visual e Projeto Gráfico
JAVA ARAUJO

Redes sociais
HAYLA CAVALCANTI

Transmissão
FERVO PROJETOS CULTURAIS

Webmaster
ALUX

Entre junho e julho de 2017 a produtora Nós Pós comemorou sua primeira década de produção cultural apresentando a primeira edição do Festival Palavra Cifrada. Ocupou 12 espaços em cinco cidades pernambucanas. Com ele desejou-se, primeiramente, que despertasse o interesse em quem não tem tempo ou tesão por literatura; encontrar a moça do fiteiro da esquina concentrada numa atividade da programação já pagaria o imenso trabalho de realizá-lo. Queríamos também que ele tivesse a multiface da nossa literatura, que de tão rica torna a pretensão absurda.

 

Queríamos também – ainda queremos! – democracia (fora fascistas!): então tivemos programação 100% gratuita, 70% dela acessível a surdos e ensurdecidos e 100% acessível a pessoas com deficiência física e motora, idosos, obesos e gestantes. Foram mais de 65 artistas em 50 horas de conversas, debates, palestras, recitais, espetáculos literários, contação de histórias, performances de palco e de rua, oficinas, mesa de glosas exibição de minidoc e shows, além da Pré-Balada Literária, comandada por Marcelino Freire (SP/PE).

 

Ah, a moça do fiteiro da esquina foi! Verdade! Tava lá no Teatro Arraial! Última fileira, cadeira do corredor. Olho vidrado num espetáculo infantil. Por isso estamos aqui novamente. Em novembro tem mais!

 

Nesta segunda edição, produzida em formato digital, Alexandre Melo, curador e diretor do evento, reuniu numa mesma programação notáveis e consagrados nomes e também a nossa nova geração de artistas. Vamos ter João Silvério Trevisan (SP), escritor ficcional, ensaísta, dramaturgo, diretor/roteirista de cinema, jornalista e um dos principais nomes do ativismo LGBTQIA+ no Brasil, vencedor três vezes do Prêmio Jabuti; Marcelino Freire (PE/SP), Prêmio Jabuti de 2005, e também criador e curador da Balada Literária, comandando novamente a atividade de encerramento do festival; Sidney Rocha (CE/PE), romancista enciclopédico e prêmio Jabuti em 2012, Michelini Verunschk (PE/SP), prêmio São Paulo de Literatura 2015, e outras dezenas de nomes, numa programação diversa e acessível!

 

São 32 atividades, artistas das quatro regiões do estado e de outros estados, mais de 20 horas de programação e praticamente tudo acompanhado por intérpretes de LIBRAS. Tudo em nome da Literatura, da luta, da arte e da vida. Um ótimo festival para você!

Realização

Incentivo
Share This